Dois recordes brasileiros são batidos na abertura do halterofilismo no Circuito Caixa Loterias, em São Paulo

   0   0

Helaine celebra após bater o recorde brasileiro da categoria (Foto: Daniel Zappe)

Nesta sexta-feira, 12, as provas de halterofilismo abriram a segunda etapa nacional do Circuito Caixa Loterias. Destaque para as duas quebras de recordes brasileiros. Entre as mulheres, Helaine da Silva (ADFEGO/GO) levantou 86 kg e superou a sua marca antiga, de 80kg. No masculino, categoria até 54 kg, Luciano Dantas colocou 136kg na barra e superou os 135kg, erguidos por Alexandre Gouveia, dono do recorde antigo.

Natural de Inhumas (GO), Helaine levantou 81kg em sua segunda tentativa – o que já era suficiente para quebrar o recorde. Mais tarde, contudo, voltou a superar a sua própria marca, com 86kg. “O meu objetivo era conseguir levantar 90 kg na terceira pedida. Como eu não tive sucesso na primeira, achei melhor não arriscar. Vou deixar para melhorar essa marca em Fortaleza, em novembro”, ressaltou a cadeirante, que contraiu poliomielite quando tinha apenas um ano.

Mesmo com a quebra de recorde nacional, Helaine ficou com a medalha de prata. Tudo porque a competição desta sexta contou com a união de quatro categorias (até 56kg, 61kg, 67kg e 73kg), e o resultado saiu após o fator de correção. A medalha de ouro foi para Maria do Socorro (Sadef/RN), que ergueu 80 kg. O bronze ficou com Maria Rizonaide (Sadef/RN), com 68 kg.

A outra quebra de recorde veio na categoria até 54kg, com o mineiro Luciano Dantas (CDDU/MG). Os 136kg superam a antiga marca em apenas um quilo, mas lhe renderam a medalha de ouro. Dorival Jorge (Adefil/PR) ficou em segundo lugar, com 115 kg, e Marcos Rogério da Cunha (Sadef/RN) ficou em terceiro ao levantar 113 kg.

Já na categoria até 49kg, Gustavo Tavares (Cadef/RN) superou os adversários e ficou com o ouro. Ele levantou 112kg na segunda tentativa. Eduardo Soares da Adefa/AM (95kg) e Marcos Gabriel Cruzato (APNH/SP), que fez o recorde brasileiro júnior, ao levantar 63kg, completaram o pódio.

O halterofilismo no Circuito Caixa Loterias é composto por quatro etapas. As três primeiras são classificatórias para a fase decisiva, que ocorrerá em Fortaleza, Ceará, no mês de novembro. Os atletas têm as três competições iniciais para atingir os índices estabelecidos para as respectivas categorias e, desta maneira, garantir vaga no evento final.

Assessoria de Imprensa do Comitê Paralímpico Brasileiro no Circuito Caixa Loterias
Ivo Felipe (ivo.felipe@cpb.org.br / 11 97641 9078)
Rafael Moura (rafael.moura@cpb.org.br / 61 3031 3066 / 61 8161 9271)
Thiago Rizerio (thiago.rizerio@cpb.org.br / 61 3031 3035 / 61 9267 2935)

Fonte: CPB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *