São Paulo conquista pela sétima vez o título geral das Paralimpíadas Escolares

Por CPB
Sex, 23 Nov 2018 20:46:00 -0200

Imagem

O Estado de São Paulo alcançou nesta sexta-feira, 23, o sétimo título das Paralimpíadas Escolares. O maior evento do mundo para jovens esportistas co deficiência em idade escolar chegou ao fim no Pavilhão Oeste do Anhembi, na capital paulista. Os anfitriões chegam, desta maneira, ao quarto título seguido, uma vez que já figurou no ponto mais alto do pódio em 2015, 2016 e 2017. Confira abaixo a lista completa dos vencedores da história das Escolares.

A equipe paulista alcançou o título com 1.094 pontos, que foram conquistados principalmente pelo desempenho em modalidades individuais, como a natação e o atletismo, e coletivos, como o futebol de 5 (para cegos) e o futebol de 7 (paralisados cerebrais). Em casa, São Paulo participou com a maior delegação, com 118 atletas. O segundo lugar ficou com Santa Catarina, que registrou 444 pontos, superou o Distrito Federal, que fechou com 327 pontos, na terceira posição.

Vale ressaltar que a classificação geral das Paralimpíadas Escolares é definida pelo desempenho em cada modalidade. A equipe mais vencedora em um esporte fatura 120 pontos, o segundo colocado leva 50 pontos e o terceiro, 44. Além disso, os Estados são beneficiados com dois pontos por cada esporte no qual teve representante.

“Esta foi uma edição especial das Paralimpíadas Escolares. Teremos atletas de todas as modalidades de volta ao CT, em janeiro, no Camping Escolar Paralímpico, no que certamente será um momento importante no desenvolvimento deles no esporte adaptado. Gostaria de parabenizar a delegação de São Paulo por mais uma conquista. Coroa o trabalho do Estado, que faz um excelente trabalho não somente no paradesporto mas para todas as pessoas com deficiência”, disse Mizael Conrado, presidente do CPB.

A cerimônia de encerramento contou com o show da dupla Pe Lanza e Thominhas, ex-integrantes da banda Restart. Ao todo, 989 atletas, de 23 Estados e do Distrito Federal, competiram durante três dias na 12ª edição das Paralimpíadas Escolares nas dependências do Centro de Treinamento Paralímpico, na capital paulista. Onze modalidades compuseram o programa da competição: atletismo, basquete em cadeira de rodas, bocha, futebol de 5, futebol de 7, goalball, judô, natação, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas e vôlei sentado.

Diversos talentos do paradesporto brasileiro já passaram pelas Escolares, como os velocistas Alan Fonteles, ouro em Londres 2012, Verônica Hipólito, prata no Rio 2016, e Petrúcio Ferreira, recordista mundial nos 100m (classe T47); o nadador Talisson Glock, prata no Rio 2016; o jogador de goalball Leomon Moreno, prata no Jogos de Londres e bronze no Rio 2016; a mesa-tenista Bruna Alexandre, bronze no Rio 2016, entre outros.

CLASSIFICAÇÃO FINAL POR PONTOS (total de medalhas)
1º São Paulo 1094 (153)
2º Santa Catarina 444 (94)
3º Distrito Federal 327 (54)
4º Paraíba 270 (57)
5º Minas Gerais 245 (46)
6º Rio Grande do Sul 212 (58)
7º Pará 204 (69)
8º Mato Grosso do Sul 196 (55)
9º Paraná 157 (38)
10º Rio Grande do Norte 150 (48)
11º Sergipe 118 (50)
12º Maranhão 109 (22)
13º Espírito Santo 94 (36)
14º Ceará 93 (24)
15º Rondônia 93 (35)
16º Pernambuco 68 (23)
17º Alagoas 67 (13)
18º Amazonas 50 (54)
19º Bahia 34 (2)
20º Tocantins 34 (18)
21º Amapá 29 (19)
22º Acre 22 (2)
23º Mato Grosso 21 (18)

TODOS OS CAMPEÕES 
2006 – São Paulo
2007 – Rio de Janeiro
2008 – Não houve
2009 – São Paulo
2010 – Rio de Janeiro
2011 – São Paulo
2012 – Rio de Janeiro
2013 – Rio de Janeiro
2014 – Santa Catarina
2015 – São Paulo
2016 – São Paulo
2017 – São Paulo
2018 – São Paulo

As Paralimpíadas Escolares contam com o apoio da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência e da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida de São Paulo. 

Assessoria de Comunicação do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)

Fonte: CPB

Deixe uma resposta